Como é cobrado o Imposto de Renda no CDB

Como é cobrado o Imposto de Renda no CDB

Publicado em 21/01/2019 às 23:15


O CDB, com o passar dos anos, tornou-se uma das modalidades de investimento mais populares entre os brasileiros. 

Muito disso se deve ao fato de possuir rendimento superior à poupança, com segurança praticamente igual.

Muitos investidores na hora de declarar o CDB no IRPF, acabam se confundindo e tendo dúvidas. 

Basicamente, o valor a ser declarado refere-se ao rendimento (se foram aplicados, por exemplo, R$ 50 mil e resgatados R$ 53 mil, o imposto incide nos 3 mil). 

É importante observar que a alíquota varia de acordo com o tempo que o valor ficou aplicado. 

Essa variação parte de, até 180 dias — 22,5%, até mais de 721 dias — 15%.

Na declaração, o CDB se encaixa no campo “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”, ali informam-se os dados da corretora e posteriormente os valores líquidos dos rendimentos resgatados.

Se ainda não foi realizado o resgate, também é necessário constar a informação na declaração. Neste caso na opção “Bens e Direitos”.


Querendo investir seu dinheiro?

Quero encontrar meu invetimento ideal!

Em destaque em Investimentos