Como fazer empréstimo no caixa eletrônico

Como fazer empréstimo no caixa eletrônico

Publicado em 14/11/2019 às 00:28


CET (Custo Efetivo Total) pode ser enganoso, fique atento ao contratar o serviço no autoatendimento

 

Fazer empréstimo no caixa eletrônico é uma comodidade e praticidade que os bancos oferecem aos clientes. Mas essa comodidade pode esconder riscos para quem esquece dos juros totais e olha só para a facilidade.

Com a tentadora facilidade de crédito, muitas pessoas se deparam com o serviço oferecido nos caixas eletrônicos. O que muitas desconhecem é o real abismo que estão se deparando, por conta dos juros abusivos cobrados.

O mais difícil é a burocracia para cancelar o empréstimo. As instituições colocam muitos empecilhos para a revogação do contrato que parece impossível se livrar dele.

Mas fique atento: segundo a lei, o consumidor tem até 7 dias para desistir do negócio, a contar da data de contratação do serviço. Mais conhecido como “lei do arrependimento”.

Portanto, se você fizer ou fez a contratação equivocadamente, pode solicitar o cancelamento sem cobrança de taxas, juros ou multas. Faça a solicitação por escrito ao gerente da sua conta.

Fazer empréstimo no caixa vale a pena?

Para fazer o empréstimo no caixa eletrônico é preciso que o cliente tenha conta naquele banco. A possibilidade de contratar o serviço está disposta na tela do autoatendimento.

Mas é importante que você fique atento a todas as cláusulas e juros. O CET, Custo Efetivo Total é o valor real de quanto você vai pagar ao final do empréstimo. Esse valor pode estar em %, o que atrapalha o entendimento do cliente e muitas vezes a contratação por impulso.

O melhor mesmo é conversar com seu gerente, conhecer as possibilidades e ficar por dentro de todas as taxas cobradas, para que nada fique sob dúvida

 


Precisando de Empréstimo?

Quero encontrar meu empréstimo ideal!

Em destaque em Empréstimos