Como vender carro financiado

Como vender carro financiado

Publicado em 17/09/2019 às 00:20


Saiba como vender um carro financiado?



Mesmo com um bom planejamento financeiro para a compra de um veículo, imprevistos podem acontecer e fazer com que as parcelas do financiamento fiquem atrasadas. O problema é quando as parcelas viram uma bola de neve e a única solução está em vender o veículo. Diante dessa situação, muitas pessoas ainda fazem a seguinte pergunta: como vender um veículo financiado?

Existe a modalidade “troca com troco”, que é muito usada pelos proprietários de veículos com financiamento. Nesta operação, o veículo utilizado para a troca é vendido para a concessionária, e o dinheiro arrecadado pode ser utilizado para três finalidades diferentes: dar de entrada na compra de um veículo novo, quitar as parcelas que restam do financiamento ou ainda utilizar o dinheiro como um crédito para fazer o que quiser, igual a um empréstimo. Continue aqui e veja abaixo como você pode vender carro financiado.


  • Importante fazer um levantamento de dados

Esta etapa é muito importante porque estes dados deverão servir como base para a decisão do novo proprietário em comprar ou não o veículo. Então anote tudo sobre os seguintes itens:


Financiamento

Caso o carro esteja com parcelas atrasadas, você deverá fazer um levantamento do valor da dívida e atualizá-lo periodicamente, pois o valor muda constantemente por causa dos juros. Esse valor pode ser encontrado em uma ida ao banco ou a concessionária responsável pelo financiamento do veículo. A partir do valor da dívida, converse com o credor sobre possíveis descontos no caso do pagamento à vista, uma vez que isto deve ser uma prioridade para um veículo com dívidas.

Mesmo se não houver nenhuma dívida pendente, você ainda deverá anotar informações importantes sobre o financiamento, como o valor médio das parcelas, o tempo que resta do financiamento, o valor final do financiamento caso as parcelas sejam decrescentes, entre outras informações importantes que o novo proprietário deverá saber.


Documentação

A documentação do veículo é uma parte muito importante da venda de um veículo financiado. Isso porque em muitos casos, os proprietários que pretendem vender o veículo por não poder arcar com as parcelas do financiamento, também deixaram de pagar a documentação do carro. Sendo assim, esse será um outro custo a ser considerado pelo comprador, pois com a documentação atrasada o veículo não pode transitar.

Por isso, levante todos os dados relativos a documentação do veículo, como os impostos que devem ser pagos (IPVA e Seguro DPVAT), licenciamento e multas. Caso o veículo tenha alguma pendência, decida se irá pagá-las e acrescentar no valor do veículo ou se ainda deixará para que o novo proprietário pague. Independente da escolha, anote os dados e informe ao comprador antes de fechar a venda.


2. Invista em um anúncio do veículo

Para vender um veículo financiado, ou até mesmo um veículo quitado, é preciso anunciá-lo. O anúncio pode ser feito em diversos lugares diferentes, e quanto mais lugares você divulgar, maiores são as chances de um possível comprador se interessar. Os lugares mais utilizados para a venda de veículos são: jornais, lojas de carros usados, sites especializados em vendas de veículos e os feirões de carros usados. Além disso, aposte na divulgação entre amigos e familiares.

Contudo, há um detalhe ainda mais importante que ampliar os canais de divulgação, a qualidade do anúncio. O anúncio não deve ser promocional demais, exaltando apenas as qualidades do veículo, mas sim detalhista com as informações mais importantes aos futuros proprietários. Na descrição, especifique as seguintes informações: vantagens do automóvel, quilometragem, tempo de uso, marcas de uso, possíveis arranhões e defeitos, e as informações financeiras do veículo.


3. Venda o carro na concessionária somente em último caso

Mesmo sendo mais rápido e prático vender o veículo financiado diretamente na concessionária, o valor que você receberá de volta será comprometido. Isso porque a concessionária pagará um valor abaixo da tabela Fipe (tabela de valor referencial para avaliar os veículos usados), para que ela possa lucrar com a operação. Ou seja, a concessionária pagará mais barato à você e venderá o mesmo veículo mais caro para o futuro proprietário.

Embora você fique livre mais rapidamente do financiamento, você ainda deixará de lucrar com a venda do veículo caso deseje vendê-lo na concessionária. Mas se você estiver enforcado em dívidas e precisar urgentemente do dinheiro, essa pode ser ainda uma opção. Contudo, classifique-a como última opção, pois você deve priorizar a venda do veículo a outra pessoa.


4. Realize as operações finais da venda

Dentre essas operações finais, você deve dar preferência sempre para o comprador que quiser pagar o veículo à vista, pois assim você evita que o mesmo acabe se endividando e deixando de pagar. Neste caso você ficará sem veículo e sem o dinheiro do mesmo. Por isso, priorize quem paga à vista e só faça a transferência do veículo para o nome do comprador assim que tiver o comprovante do valor depositado em sua conta.

Por fim, transfira o financiamento do veículo ao novo comprador conforme o combinado entre as duas partes. Lembre-se que, caso o comprador não tenha dinheiro para quitar o financiamento do veículo, ele ainda deverá passar por uma análise de crédito para aprovar a transferência do financiamento. Após todos os procedimentos burocráticos, você terá finalmente vendido seu veículo financiado.


Precisando de Empréstimo?

Quero encontrar meu empréstimo ideal!

Em destaque em Empréstimos