Consignado pra quem foi demitido

Consignado pra quem foi demitido

Publicado em 19/05/2019 às 14:45


Você trabalha e fez um consignado através da empresa. Mas,o que fazer  em caso de demissão?


Fui demitido, como pago as parcelas do consignado? Saiba mais sobre como evitar complicações e dívidas.

A modalidade de crédito consignado já é muito popular entre os brasileiros. As facilidades chamam atenção, afinal é dinheiro rápido e juros menores do que os empréstimos pessoais. Mas como todos sabemos, para conseguir um empréstimo consignado o cliente deve estar trabalhando de carteira assinada em empresas que façam esse tipo de convênio com bancos, ou então ser militar, funcionário público de qualquer esfera, aposentado ou pensionista do INSS.

Um dos principais motivos do crescimento do empréstimo consignado no Brasil é a possibilidade de desconto em folha, o que garante o pagamento e o dinheiro rápido na mão do indivíduo. Por lei, é possível comprometer 35% do salário.


Fui demitido, como irei pagar as parcelas restantes do Empréstimo Consignado?

Em caso de demissão, seja por justa causa ou não, a empresa pode usar até 30% do valor da rescisão para pagar parcelas do consignado, desde que isso esteja estabelecido no contrato.

Se mesmo assim ainda sobrarem parcelas do consignado a pagar, o banco continuará lhe cobrando, provavelmente em novo formato. Os juros ficarão mais altos, já que o banco não tem mais a garantia de desconto direto na folha do pagamento.

A solução é você ir no banco e negociar a possibilidade de manter o valor da taxa de juros. Porém isso é muito difícil, pois os bancos não são tão flexíveis sem garantias. A dica é usar mais do que os 30% da rescisão para quitar a dívida, do contrário ela se tornará muito cara e pesará em seu orçamento, caso você não consiga um novo emprego rapidamente.


A empresa em que eu trabalhava faliu, e agora?

Em caso de falência da empresa, as parcelas do empréstimo consignado continuarão sendo cobradas. Nesses casos, por lei a empresa deve destinar os pagamentos de férias, aviso prévio e outros pagamentos semelhantes ao pagamento das parcelas do empréstimo.


Troquei de empresa, o que devo fazer?

Se você trocou de empresa, é necessário verificar diretamente no RH do seu novo emprego se existe um convênio entre o banco e a empresa. Se houver, basta apenas transferir a dívida, e ela continuará sendo descontada em sua folha de pagamento como era na empresa anterior. Outro meio é transferir sua conta-salário para o banco credor.

Uma dica é pensar bastante antes de pegar o empréstimo consignado, principalmente quando ele é vinculado a empresas privadas. A segurança de um trabalho público é bem maior do que um privado. O risco é alto e lhe mantém “preso” a empresa até o fim do pagamento do empréstimo.


Precisando de Conta Corrente?

Quero encontrar minha conta ideal!

Em destaque em Contas Correntes