O Itaú comprou a XP, o que mudou?

O Itaú comprou a XP, o que mudou?

Publicado em 20/02/2019 às 07:42


A XP é uma corretora de investimentos que aumentou gradativamente seu lucro com o princípio da desbancarização de transações. 

Em outras palavras, cada vez mais, pessoas buscavam ferramentas de educação financeira aliada a uma maneira prática e independente de investir seu dinheiro. 

Neste cenário, o Itaú (que já havia feito outras investidas para compra) acabou formalizando a aquisição da XP. 

No papel, nada muda a curto e médio prazo mas a longo prazo, meados de 2022, o Itaú contará com 75% das ações da corretora.

Ambas continuam com suas operações separadas. 

Para o mercado, atuar com um banco forte na retaguarda, garante mais solidez e segurança para clientes e outras pessoas mais são levados a procurarem a XP. 

É importante ressaltar que esta prática é comum lá fora e a tendência é que outros bancos façam a escolha de adquirir corretoras independentes para estreitar o relacionamento com clientes, repetindo o mesmo processo.


Querendo investir seu dinheiro?

Quero encontrar meu invetimento ideal!

Em destaque em Investimentos