O que significa Fiador

O que significa Fiador

Publicado em 17/09/2019 às 00:18


Você sabe que é e o que significa Fiador?

Muitas vezes, para que possamos concretizar algum acordo, é necessário darmos alguma garantia de que caso não cumpramos com a nossa parte do acordo, a outra parte não ficará no prejuízo. Isso acontece, por exemplo, quando a liberação de um empréstimo exige a hipoteca de um imóvel, quando o carro fica alienado ao banco que liberou o seu financiamento ou quando um contrato de aluguel exige fiador. Mas afinal, você sabe o que significa fiador? Continue com a gente, e entenda mais sobre Fiador.



O que significa fiador


Quando alguém aluga um imóvel ou faz um empréstimo (dependendo do tipo de empréstimo e instituição financeira onde ele está sendo solicitado), é necessário que essa pessoa apresente um fiador, que é alguém que ficará responsável por arcar com as despesas do aluguel ou pagamento do empréstimo, caso o contratante fique inadimplente, isto é, não consiga pagar a dívida que adquiriu. O fiador pode até ser acionado judicialmente sendo totalmente responsabilizado pela dívida, caso o locatário ou o solicitante do empréstimo não se apresente como responsável para quitar os débitos.

A opção de garantia mais utilizada no caso de locações de imóveis tem sido o fiador, porém, há ainda outras duas opções, que são a disponibilização de um cheque caução e a contratação de um seguro fiança. Porém, a lei que regulamenta os direitos do inquilino teve alterações recentes, e em alguns casos, a garantia não é mais pedida, pois, com a nova lei, o proprietário pode despejar o inquilino inadimplente com até 15 dias de atraso no pagamento mensal do aluguel.

Hoje em dia, inclusive, há empresas especializadas em oferecer serviços de fiança, ou seja, se na hora do aperto não tiver ninguém que possa fazer esse papel para você, você pode contratar um profissional para isso.



O que é preciso para ser um fiador


Para ser o fiador de um locatário é preciso ter um imóvel quitado em seu nome, e que seja na mesma cidade em que o locatário pretende alugar o imóvel. Além disso, é preciso que o fiador comprove uma renda mensal suficiente para arcar com o aluguel, se preciso, por três ou quatro meses, dependendo da exigência de cada imobiliária.

Já para o caso de fiador de empréstimo, é preciso ter histórico de bom pagador, além de não possuir nenhuma restrição no nome, bem como apresentar comprovante de renda, assim como no caso do fiador de locatário. Alguns documentos pessoais também são exigidos, conforme a instituição financeira definir.



Cuidados necessários ao ser um Fiador


É muito importante ter cautela ao aceitar ser fiador, e principalmente conhecer bem a pessoa que está solicitando isso. Ser fiador envolve riscos financeiros e judiciais, e se a pessoa agir de má fé ou por algum motivo não conseguir arcar com o compromisso de pagamento, você terá prejuízo financeiro, uma vez que terá de arcar com a dívida. Além disso, deve-se ficar atento com o contrato de fiador de locatário, pois, há duas opções de fiador: o solidário e o subsidiário.

O fiador subsidiário garante o que se chama de benefício de ordem, que significa que ele só será responsabilizado pela dívida após utilização dos bens do inquilino para quitação. Já o fiador solidário, se torna responsável pela dívida assim que ela acontece.

A fiança é um meio eficaz de garantir que o acordo seja cumprido, mesmo se o contratante não assumir sua responsabilidade no acordo. Por isso, a fiança é definida como garantia pessoal, considerando a possibilidade de penhorar os bens do fiador para arcar com a dívida, e não somente do contratante. E essa modalidade de garantia tem sido muito utilizada, embora muitas vezes, acaba sendo um prejuízo imensurável para o fiador.

Por isso, todo cuidado é pouco, e o mais importante é estar ciente das condições (tipo de fiança, valor das prestações que o contratante precisará arcar, o prazo do contrato, etc.) e principalmente, conhecer bem o contratante. Pois, algumas vezes, a posição do fiador se torna pior do que a do próprio devedor. Além disso, algumas condições e cláusulas contratuais podem ser verdadeiras armadilhas para o fiador, portanto, leia bem o contrato antes de aceitá-lo.

Se você nunca foi fiador ou nunca precisou de um, pode ser que um dia seja ou precise de um. Portanto, é sempre bom estar por dentro e entender o que significa fiador, para caso venha a se tornar fiador em algum momento.


Precisando de Conta Corrente?

Quero encontrar minha conta ideal!

Em destaque em Contas Correntes