Organizar divida em planilha

Organizar divida em planilha

Publicado em 20/07/2019 às 18:03


Aprenda como usar uma planilha de dívidas para organizar suas finanças


Manter em dia os dados financeiros de uma maneira que você possa ter acesso a qualquer informação necessita de muita disciplina e organização. Levando em conta que as despesas de uma pessoa ou de uma família são muitas, a seriedade aplicada no levantamento desses dados deve ser efetiva para evitar sustos no final de um período avaliado e de forma correta organizar suas finanças.

Para que essa contabilidade pessoal não seja um fracasso, foram criadas ferramentas que irão facilitar sua vida. Essas ferramentas lhe ajudarão no preenchimento dos dados, na alocação com que eles se apresentam e na resposta rápida que você terá na realização dos cálculos. A planilha é a principal forma de você conseguir reunir de uma forma única, todos os pontos positivos já citados.

Procure montar uma planilha com um software mediante ao seu perfil

Você deverá escolher um software que irá te ajudar, e não complicar mais a sua vida. As planilhas devem estar de acordo com o seu perfil e ser agradável de usar. O Excel é sem dúvidas uma das ferramentas mais exploradas no mundo todo. A complexidade diante das possibilidades de cálculos, fórmulas, preenchimento de dados, são muitas. Com ele você pode organizar suas finanças de forma profissional e funcional.

O Google Drive, não fica atrás do Excel e demonstra muita semelhança no que diz respeito aos parâmetros técnicos utilizados. Contudo, ele tem uma grande vantagem em relação ao Excel, pois ele tem a capacidade de armazenamento online. Ou seja, ele pode armazenar todos os dados de suas finanças diretamente na Nuvem. A vantagem disso é que, se algo der errado com o hardware de sua máquina ou smartphone, os dados estarão salvos na Nuvem.

Elabore uma planilha com a maior quantidade de dados possíveis

Após ter escolhido um software ou aplicativo de planilha que melhor te agrade, comece a levantar a maior quantidade de dados possíveis relacionados com o seus gastos e ganhos e marque todos eles em um bloco de notas. O processo de montagem da planilha deve ser com base na maior quantidade possível para organizar suas finanças pessoais, levando em conta detalhes que podem passar despercebidos.

Todos os seus gastos como: aluguel, almoço, cinema, teatro, academia, conta de água, luz, telefone, entre outros, deverão estar anotados nesse rascunho antes da montagem da planilha. O ideal é que nenhum dado seja omitido, como, por exemplo, o cafezinho que você toma todo os dias de manhã na padaria da esquina ou aquelas horinhas extras que você fez mês retrasado. Tudo que entra e tudo que sai deve ser levantado para montar a planilha.

Em seguida, você pode começar de forma simples a organizar suas finanças, preenchendo as linhas e colunas, e marcar em todas as linhas de cada coluna os dados referentes. Na primeira coluna você preenche os tópicos relacionados com a cada tipo de gasto. Ou seja, as despesas que encabeçaram as linhas referentes às elas. Por exemplo: luz, telefone, gás, internet, TV à cabo. Assim você já pode ir preenchendo os dados referente a cada tópico da coluna.

É importante frisar que para tirar um melhor proveito de toda a funcionalidade do software, você deve procurar se instruir. No Youtube podem ser encontradas ótimas vídeo aulas sobre o assunto. Esses softwares e aplicativos fazem os cálculos instantaneamente, basta que você saiba inserir os dados de seus ganhos e gastos para que no final o resultado seja preciso ao organizar suas finanças.


Precisando de Conta Corrente?

Quero encontrar minha conta ideal!

Em destaque em Contas Correntes