Planilha controle cartão de crédito

Planilha controle cartão de crédito

Publicado em 25/05/2019 às 15:18


Como criar uma planilha para controlar seu cartão de crédito

 

O cartão de crédito pode se tornar uma dor de cabeça quando não sabemos utilizá-lo. Por isso, controlar os gastos é fundamental.

Que tal fazer uma planilha para ter este controle e não levar um susto quando receber a fatura?

Vamos te ensinar a montar uma planilha para ajudar a controlar os gastos com cartão de crédito.

Monte sua planilha

Você não precisa ser um especialista para montar uma planilha. Com conhecimentos básicos você consegue preparar uma sem dificuldades.

Você pode usar tanto o Excel da Microsoft quanto o Google Sheet do Google, que funciona na nuvem. Lembrando que você também pode criar uma planilha em Excel e coloca-la na nuvem, em softwares como Google Drive (da própria Google), One Drive (Microsoft) e DropBox.

Controle mensal

Ao abrir o arquivo, renomeie o nome da planilha para o mês corrente. Se você vai começar a partir de janeiro, então mude para janeiro.

Por padrão, o nome da aba será Planilha1 (Excel) ou Página 1 (Google). Clique duas vezes sobre o nome e o mesmo ficará destacado, pronto para ser alterado. Digite o mês e aperte Enter.

Faça uma aba para cada mês.

Cabeçalho

Agora, você vai criar as colunas com as informações necessárias.

Faça um cabeçalho com as informações: data, estabelecimento, produto, valor, categoria, parcela e observação.

Data: será a data em que você fez a compra;

Estabelecimento: o local da compra, você pode preencher com o nome real ou com o nome fantasia o que você achar melhor;

Produto: o que você comprou;

Valor: o valor da compra ou da parcela;

Categoria: crie categorias para classificar suas compras como: lazer, supermercado, transporte (táxi ou aplicativos), material escolar. Crie quantas forem necessárias, mas não exagere para não se confundir.

Parcela: se você comprar em uma única parcela vai digitar 0 (parcela única) quando comprar em duas ou mais parcelas, digite o número da parcela seguido de barra (/) e o número total de parcelas. Exemplo: se for a primeira de 10 parcelas você vai digitar 1/10.

Obs.: no campo de observações você fará qualquer anotação que achar necessária. Uma dica é anotar se a compra foi on line (loja virtual).

Totalizando

Agora vem a parte divertida.

Assim que lançar todas as compras, some todos os gastos.

Na linha imediatamente abaixo do último lançamento, basta clicar no botão soma.

Você terá a soma total de todos os valores lançados nas linhas imediatamente anteriores.

Após montar este quadro, dê algumas linhas de espaço e digite em linhas separadas e na sequência: Total de gastos, Limite do cartão e Limite disponível.

No Total de gastos, você não precisa somar novamente os lançamentos, basta digitar igual (=) e selecionar a linha em que está a somatória que você já fez.

Em Limite do cartão, digite o valor do limite que você tem disponível.

Por fim, em Limite disponível, faça a subtração entre a linha do Limite do cartão e a do Total de gastos.

Você terá o total disponível para gastos no cartão.

Controlando o saldo a pagar

Agora a parte crucial da planilha.

Você vai digitar, em linhas separadas: data de vencimento, data de pagamento, total de gastos, anuidade / taxas, saldo anterior, encargos, valor a pagar, valor pago e saldo.

Data de vencimento: é a data em que você deve pagar a fatura do cartão;

Data de pagamento: a data em que você pagou a fatura do cartão;

Total de gastos: o total de gastos que você fez com o cartão;

Anuidade / taxas: o valor da anuidade e de taxas (seguro, segunda via) que a operadora do cartão cobrará;

Saldo anterior: digite o saldo que você tem a pagar da fatura anterior, se for o caso;

Encargos: são os juros e multa por pagamento em atraso ou pelo uso do rotativo;

Valor a pagar: a somatória do total de gastos, anuidade / taxas, saldo anterior e os encargos;

Valor pago: o valor que você pagou da fatura;

Saldo: o quanto ficou a pagar para o próximo mês (tomara que seja zero…).

Fazendo isso, você terá o valor total a pagar do seu cartão de crédito e não precisará esperar o fechamento e envio da fatura pelo banco.

Importante

Ao criar sua planilha você considerar alguns pontos muito importantes.

Em primeiro lugar você deve saber qual a data de fechamento da fatura do cartão. Geralmente, entre 7 e 10 dias antes da data de vencimento ocorre o fechamento da fatura. Se sua fatura vence no dia 15, as compras que você fizer no dia 14, por exemplo, serão somadas na fatura do outro mês.

Você precisa saber esta data para preencher a planilha para que não some gastos que só serão pagos no período posterior. Para obter esta informação, entre em contato com a central de atendimento.

Quando fizer compras parceladas, faça o lançamento das parcelas dos meses seguintes para evitar o “esquecimento”.

Verifique quais são taxas cobradas em caso de atraso de pagamento bem como as taxas e condições do uso do rotativo.

Por fim, agora que você fez a planilha use-a!

De nada adianta criar uma planilha de controle de gastos e deixa-la em branco.

Para não esquecer de utilizá-la, crie um atalho na sua área de trabalho.

Ou então, utilize o arquivo na nuvem no seu celular assim que fizer a compra.

Crie o hábito de utilizar a planilha para controlar seus gastos e evite o hábito de esquecer de pagar em fatura em dia ou, pior ainda, gastar mais do que pode.

 

 

 

Custos associados ao cartão de crédito:

 

Os cartões de crédito podem vir com custos, mas você pode evitar a maioria deles com o uso responsável. Eles incluem:

Pagamentos de juros: cartões de crédito podem ter diferentes taxas de juros, para compras, adiantamentos em dinheiro e transferências de saldo. Quando você paga integralmente todos os meses, suas compras não acumulam juros.

Taxas anuais, anuidade: alguns cartões cobram taxas anuais, de cerca de R$100 a R$500. Uma taxa anual pode valer a pena pagar se o cartão  de benefícios que compensam o custo, mas na maioria dos casos, você não deve pagar uma taxa apenas pelo privilégio de ter o cartão em sua carteira. Tem muita opção sem anuidade.

Taxas de atraso no pagamento: o custo varia de acordo com o emissor, e dependem do quanto você está devendo na fatura do cartão.

Taxas de transação no exterior: A maioria dos cartões adicionou uma sobretaxa de 1% a 3% nas transações feitas com comerciantes fora do Brasil. Os cartões de crédito de viagem geralmente cobram taxas menores, e alguns emissores não os cobram em nenhum de seus cartões, todos os cartões brasileiros incluem a taxa do IOF.

Confira nossa seleção dos melhores cartões de crédito com todas as informações em nosso comparador de cartões de crédito .


Precisando de Cartão de Crédito?

Quero encontrar meu cartão ideal!

Em destaque em Cartões