Vantagens e desvantagens conta jovem

Vantagens e desvantagens conta jovem

Publicado em 17/07/2019 às 10:40


Contas bancárias para jovens: Vantagens e Desvantagens


Ter uma conta bancária é uma ótima alternativa para controlar as finanças. Para o jovem, é o primeiro passo a caminho da independência financeira, e pode ajudar a criar a criar responsabilidades. Assim, qualquer cidadão a partir dos 16 anos pode abrir uma conta no banco – primeiro com a supervisão dos pais; depois, aos 18 anos, sozinho. Mas qual a melhor conta para jovens?

Existem três alternativas básicas aos jovens: as contas de serviços essenciais, a poupança e a conta universitária. Todas elas trazem limitações, mas considerando uma vida financeira recém iniciada, costumam ser suficientes ao usuário. Confira as vantagens e desvantagens de cada uma!

Conta de Serviços Essenciais

A primeira alternativa interessante de conta para jovens, e para qualquer outro cidadão, é a chamada Conta de Serviços Essenciais. Estabelecida pelo Banco Central do Brasil, a alternativa é gratuita e deve ser oferecida por todos os bancos do país.

Neste tipo de conta, o consumidor tem direito a serviços básicos financeiros. Quanto utiliza apenas os ofertados, nenhuma taxa é cobrada por eles.

  • 02 extratos no caixa eletrônico (por mês);

  • 02 transferências para mesmo banco (por mês);

  • 10 folhas de talão de cheque (por mês);

  • 04 saques e depósitos nos caixas eletrônicos ou guichês do banco (por mês);

  • Cartão de débito para saques e compras (por mês);

  • Pagamentos de contas pelo internet banking (por mês).

Quem adere à conta de serviços essenciais conta ainda com acesso das informações pela internet, sem custo.

A desvantagem desta opção está na limitação dos serviços. Quando ultrapassa os limites estipulados de serviços, ele paga pela utilização extra. Ou seja: o jovem que aderir a este tipo de conta tem direito a 04 saques mensais. Caso preciso realizar uma quinta retirada, ele pode fazê-la, mas pagará uma taxa por este serviço extra.

Contas poupança

A conta poupança ainda é a preferida dos brasileiros para economia de valores. Esta espécie de serviço bancário rende com base na taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), no valor de aproximadamente 0,5% ao mês.

As vantagens da possibilidade são diversas. A poupança é prática, pois está vinculada à conta corrente e permite até mesmo a transferência automática da CC para o espaço de rendimento. Ela também cria controle do orçamento, pois é possível estabelecer metas de economias mensais, algo bastante importante principalmente na juventude.

Por outro lado, a escolha só rende valores após 30 dia corridos. Isso significa que, caso deposite montantes hoje e retire-o da conta nos próximos 29 dias, o jovem terá em mãos o mesmo valor depositado, sem nenhum rendimento.


As contas universitárias costumam ser a alternativa mais interessante aos jovens que cursam faculdade no país. Afinal, compreendendo que este período é um pouco mais “apertado” nas finanças, os bancos oferecem taxa e condições mais baratas aos consumidores. De forma geral, as contas universitárias trazem limite de duas transferências e quatro saques mensais, o que pode ser considerado bastante limitado para alguns.

Conheça as contas universitárias dos principais bancos:

Banco do Brasil

  • Tarifa mensal: R$ 3,80 reais;

  • Crédito: R$ 800, que podem ser divididos entre cartão de crédito e cheque especial;

  • Cartão de crédito: anuidade do primeiro ano é gratuita; a partir do segundo, custa R$ 45.

Banco Bradesco

  • Tarifa mensal: gratuita no primeiro semestre; R$ 4,15 nos meses seguintes;

  • Cartão de crédito: anuidade do primeiro ano é gratuita; a partir do segundo, custa R$ 90.

Caixa Econômica Federal

  • Tarifa mensal: gratuita no primeiro trimestre; R$ 3,45 nos meses seguintes;

  • Crédito: R$ 1.100, que podem ser divididos entre cartão de crédito e cheque especial;

  • Cartão de crédito: R$ 45.

Itaú

  • Tarifa mensal: gratuita no primeiro trimestre; R$ 4,20 nos meses seguintes;

  • Crédito: R$ 1 mil, que podem ser dividido entre cartão de crédito e cheque especial;

  • Cartão de crédito: anuidade do primeiro ano é gratuita; a partir do segundo, custa R$ 65.

Santander

  • Tarifa mensal: gratuita;

  • Crédito: R$ 900, que podem ser divididos entre cartão de crédito e cheque especial;

  • Cartão de crédito: R$ 50.


Conta para jovens universitários costumam oferecer tarifas mais atraentes e benef´ícios durante todo o período do curso superior.

A principal desvantagem na abertura deste tipo de conta para o jovem é que ele precisará comprovar sua matrícula no ensino superior. Na maioria dos bancos, os benefícios terminam assim que os estudos são concluídos, uma vez que a previsão de formatura ficará registrada.

Cuidados ao abrir uma conta

Antes de optar por qualquer das alternativas, o jovem deve ponderar bastante. Analise os serviços que cada opção oferece, verifique qual deverá ser sua necessidade e estabeleça metas.

Para a economia, a poupança será provavelmente mais interessante, enquanto a conta universitária trará mais vantagens ao estudante. Caso haja dúvidas, procure contar com o auxílio de seus pais, ou então do próprio banco.

Caso nenhuma das três opções aqui apresentadas atenda à demanda do indivíduo, há as alternativas “comuns” dos bancos, como a conta corrente. Os incômodos nestes casos costumam ser as taxas maiores e a necessidade de comprovação de renda. Os aspectos, entretanto, podem ser compensados com a negociação direta com o gerente da financeira.

Lembre-se um bom início da vida financeira independente é muito importante para o controle das finanças no futuro. Além de contar com um bom banco, você pode já começar a controlar seus gastos, por meio de planilhas financeiras ou aplicativos para smartphones. Com os recursos, fica mais fácil registrar cada gasto e ganho, e assim evitar dívidas que você não conseguirá pagar.


Precisando de Conta Corrente?

Quero encontrar minha conta ideal!

Em destaque em Contas Correntes